quinta-feira, 21 de julho de 2011

Profecias de Fátima


As Três Profecias de Fátima





  Em 13 de maio de 1917, em Fátima, Portugal, três crianças, Lúcia, Francisco e Jacinta, tiveram a visão e conversaram com Nossa Senhora. Assim começa uma das mais famosas e conceituadas aparições desta santa católica, seguida de posteriores aparições, no mesmo lugar, nas datas de 13 de junho, 13 de julho, 15 de agosto, 13 de setembro e 13 de outubro do mesmo ano. Nesta última (13 de outubro), cerca de 60 mil pessoas presenciaram a um milagre, onde aproximadamente ao meio dia o sol de deslocou no céu, girando e se movendo em várias direções, voltando à posição normal após vários minutos.Das três crianças, Jacinta e Francisco faleceram ainda bem jovens, sendo Lúcia viva até os dias atuais. Os segredos passados por Nossa Senhora às crianças na tarde de 13 de julho de 1917 - segundo as palavras da própria Irmã Lúcia: ‘o Segredo consta de três coisas distintas’ - são: 

1º - A visão do inferno;
2º - A punição do mundo
      “... , virei pedir a consagração da Rússia ao meu Imaculado Coração e a comunhão reparadora nos primeiros sábados. Se atenderem a meus pedidos, a Rússia se converterá e terão paz; se não, espalhará seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguições à Igreja; os bons serão martirizados, o Santo Padre terá muito que sofrer, várias nações serão aniquiladas; por fim, o meu Imaculado Coração triunfará. O Santo Padre consagrar-Me-á a Rússia, que se converterá, e será concedido ao mundo algum tempo de paz. ...”
        3ª parte do segredo: desconhecida, mas acredita-se que complemente a segunda parte do segredo. Citando a obra do Sr. Antonio Borelli Machado ‘As aparições e a mensagem de Fátima conforme os manuscritos da Irmã Lúcia’, (Página 47):
  - “Não sei como foi, eu vi o Santo Padre numa casa muito grande, de joelhos diante de uma mesa, com as mãos no rosto a chorar; fora da casa estava muita gente e uns atiravam-lhe pedras, outros rogavam-lhe pragas e diziam-lhe muitas palavras feias. Coitadinho do Santo Padre, temos que pedir muito por ele!”
        Em 1944 Irmã Lúcia escreve e envia o 3º segredo ao Bispo de Leiria, que por sua vez é enviada à Nunciatura Apostólica em Lisboa, e finalmente ao Vaticano. De acordo com declarações da própria Irmã Lúcia, este segredo só poderia se tornar público a partir de 1960, o que ainda não se realizou.
        Em 1967, o papa Paulo VI passa mal e desmaia após ler o terceiro segredo de Fátima, e é anunciada a decisão do papa de não revelar o segredo ao público.
        O Papa João Paulo II
 em visita ao Santuário de Fátima, Portugal, em 13 de maio de 2000, com a finalidade de beatificar as duas crianças videntes já falecidas (Jacinta e Francisco), revela parte do Terceiro Segredo de Fátima. Em 26 de junho de 2000 finalmente a íntegra do texto de irmã Lúcia é divulgado pelo Vaticano. Abaixo segue o texto original da irmã Lúcia

« J.M.J.     A terceira parte do segredo revelado a 13 de Julho de 1917 na Cova da Iria-Fátima.  Escrevo em acto de obediência a Vós Deus meu, que mo mandais por meio de sua Ex.cia Rev.ma o Senhor Bispo de Leiria e da Vossa e minha Santíssima Mãe. Depois das duas partes que já expus, vimos ao lado esquerdo de Nossa Senhora um pouco mais alto um Anjo com uma espada de fôgo em a mão esquerda; ao centilar, despedia chamas que parecia iam encendiar o mundo; mas apagavam-se com o contacto do brilho que da mão direita expedia Nossa Senhora ao seu encontro: O Anjo apontando com a mão direita para a terra, com voz forte disse: Penitência, Penitência, Penitência! E vimos n'uma luz emensa que é Deus: “algo semelhante a como se vêem as pessoas n'um espelho quando lhe passam por diante” um Bispo vestido de Branco “tivemos o pressentimento de que era o Santo Padre”. Varios outros Bispos, Sacerdotes, religiosos e religiosas subir uma escabrosa montanha, no cimo da qual estava uma grande Cruz de troncos toscos como se fôra de sobreiro com a casca; o Santo Padre, antes de chegar aí, atravessou uma grande cidade meia em ruínas, e meio trémulo com andar vacilante, acabrunhado de dôr e pena, ia orando pelas almas dos cadáveres que encontrava pelo caminho; chegado ao cimo do monte, prostrado de juelhos aos pés da grande Cruz foi morto por um grupo de soldados que lhe dispararam varios tiros e setas, e assim mesmo foram morrendo uns trás outros os Bispos Sacerdotes, religiosos e religiosas e varias pessoas seculares, cavalheiros e senhoras de varias classes e posições. Sob os dois braços da Cruz estavam dois Anjos cada um com um regador de cristal em a mão, n'êles recolhiam o sangue dos Martires e com êle regavam as almas que se aproximavam de Deus.Tuy-3-1-1944 ».
Profecia de Fátima - Segredo de Fátima.
O que é sabido, é que a Igreja Católica, na época, prometeu revelar
o Terceiro segredo somente após a passagem das datas em questão (pelo menos isso fecha com este texto). 
E JÁ SE PASSARAM 88 ANOS DESDE A
APARIÇÃO DE FÁTIMA!

1) Após o Papa Pio VI, haveria 12 papas que chegariam ao fim de seus
papados: João Paulo II era o décimo segundo!

2) O papa que o precederia (o 11º) teria um período muito curto no
papado (detalhe: o papado é vitalício): o Papa João Paulo I morreu um
mês após ter sido eleito.

3) O 12º Papa teria um longo papado: João Paulo II ficou 27 anos no
papado, de 1978-2005. O 3o papado mais longo da história.

4) O sucessor de João Paulo II, segundo a profecia, provocará uma
revolução na própria Igreja Católica: (????)
A IGREJA DEU PERMISSÃO DE REVELAR O TERCEIRO SEGREDO DE FÁTIMA.
A igreja deu permissão de revelar aos fiéis uma parte da mensagem de Fátima. Maria, mãe de Jesus, apareceu a três crianças em 1917. Isto foi provado e manifestações extraordinárias ocorreram, sendo testemunhadas por dezenas de milhares de pessoas. Uma das meninas ainda vivia até recentemente, ela se chamava Lúcia (*Irmã Lúcia), freira que residia enclausurada em um convento na Europa. A irmã Lúcia deu a conhecer a mensagem primeiramente ao Papa Pio XII que, ao terminar de lê-la, estava tremendo, mas manteve a mensagem em segredo e não a deu ao conhecimento público. Ao tempo devido, também a leu o Papa João XXIII, que fez a mesma coisa. Eles agiram daquele modo porque sabiam que, quando revelado, isto causaria pânico mundial desespero.
Agora outra parte é revelada, NÃO PARA CAUSAR PÂNICO, MAS PORQUE AS PESSOAS DEVEM CONHECER ISTO PARA QUE SE PREPAREM.
A Santa contou a Lúcia: "Veja minha filha, eu mostrei para o mundo o que acontecerá entre os anos 1950-2001. Os homens não estão pondo em prática os Mandamentos que Nosso Pai nos deu. Satã está dirigindo o mundo, semeando ódio e discórdia em todos os lugares. Os homens fabricaram armas mortais que destruirão o mundo em minutos, a metade da humanidade será horrorosamente destruída, a guerra começará. Contra Roma, haverá conflitos entre ordens religiosas. Deus permitirá que todos os fenômenos naturais, como a fumaça, o granizo, o frio, a água, o fogo, as inundações, os terremotos, o tempo inclemente, desastres terríveis e invernos extremamente frios, acabem pouco a pouco com a Terra; estas coisas de qualquer maneira acontecerão nas proximidades do ano 2000. Esses que não querem acreditar, agora é tempo, a Mãe Sagrada da humanidade lhes fala.
Pratique atos de caridade com seu próximo que necessita;
Dos que não se amam uns aos outros como meu Filho os tem amado, ALGUNS DESTES, PODERÃO SOBREVIVER, mas Eles quererão ter morrido, milhões destes perderão a vida em segundos. A classe de castigos que estão em frente a nós, na Terra, é inimaginável, e eles virão, não há nenhuma dúvida. Nosso Senhor castigará duramente a quem não creia nele, aos que o rejeitam, e aqueles que não tiveram tempo para Ele. Eu chamo a todos que venham para meu Filho Jesus Cristo; Deus é ajuda para o mundo, mas todo aquele que não der testemunho de fidelidade e lealdade, este será destruído de forma terrível".
O Padre Agustín que reside em Fátima, diz que o Papa Paulo VI lhe deu permissão de visitar a irmã Lúcia, já que ela era monja de clausura, e não podia sair ou receber visitas. O Padre Agustín contou que ela o recebeu com o coração partido e lhe falou: ''Padre, Nossa Senhora está muito triste porque quase ninguém se interessou pela profecia dela em 1917; assim os bons têm que caminhar por uma estrada estreita e deste modo, os maus irão por uma estrada larga que os levará diretamente à própria destruição; e me acredite Padre, o castigo virá muito em breve. Muitas almas podem perder-se e muitas nações desaparecerão da Terra. Mas, apesar de tudo isso, se os homens meditarem, rezarem levarem a término ações boas, o mundo poderá ser salvo. Caso contrário, se os homens insistirem em suas maldades, o mundo humano se perderá para sempre.

Chegou o tempo para todos de transcrever a mensagem de Nossa Senhora para seus familiares, seus amigos, para os amigos deles e para o mundo inteiro.
De começar a rezar, de elevar seus espíritos, de fazer penitências e de se sacrificar. Nós estamos a cerca de um minuto do último dia e a catástrofe se aproxima. Devido a isso, muitos que estão afastados se voltarão aos braços da Igreja de Jesus Cristo. Todos os países, Inglaterra, Rússia, China etc..., todos os religiosos, os protestantes, os espíritas, os muçulmanos, os budistas e os judeus.
Todos regressarão, adorarão e crerão em Deus, em seu enviado Jesus Cristo e em sua Santa mãe. Mas o que nós devemos esperar? Em todos lugares se fala de paz e tranqüilidade, mas o castigo virá.

UM HOMEM EM UMA POSIÇÃO MUITO ALTA SERÁ ASSASSINADO E ISTO CAUSARÁ A GUERRA.
UMA ARMADA PODEROSA CAMINHARÁ ATRAVÉS DA EUROPA E A GUERRA NUCLEAR COMEÇARÁ 
Esta guerra destruirá tudo, a escuridão cairá sobre a Terra durante 72 horas(três dias). Apenas uma terça parte da humanidade sobreviverá a estas 72 horas de escuridão e terror e começará a viver em uma era nova, serão as pessoas boas. Em uma noite muito fria, 10 minutos antes da meia-noite, UM GRANDE TERREMOTO sacudirá a Terra durante 8 horas. Este será o terceiro sinal de que Deus é quem governa a Terra. Os bons, aqueles que propagarem esta mensagem, a profecia da Santa Mãe Maria anunciada em Fátima, não DEVEM TEMER, não TENHAM nenhum receio. 
O QUE FAZER
Ajoelhe-se peça perdão a Deus. Não deixe a sua casa e não deixe ninguém estranho entrar. Porque só o bom não estará em poder do mal e sobreviverá à catástrofe. De forma que você deve se preparar e permanecer com vida, como meus filhos que são, lhes darei os seguintes sinais:

A NOITE SERÁ EXTREMAMENTE FRIA;
SOPRARÃO VENTOS MUITO FORTES;
HAVERÁ MUITA ANGÚSTIA E EM POUCO TEMPO COMEÇARÁ UM GRANDE TERREMOTO, QUE FARÁ ESTREMECER TODA A TERRA.

Em sua casa, feche portas e janelas e não fale com ninguém que não esteja em sua casa.
Não olhe para fora, não seja curioso, porque esta é a ira do SENHOR.
Acenda velas benditas, porque por três dias nenhuma outra luz se acenderá.
O movimento da Terra será tão violento que moverá o eixo da Terra (23 a 20 graus); depois ela regressará à sua posição normal. Então uma escuridão absoluta e total cobrirá a Terra inteira. Todo espírito maligno andará solto, fazendo muito mal às almas que não quiseram escutar esta mensagem de advertência e para aqueles que não quiseram se arrepender.

Que as almas benignas cristãs se lembrem de acender as velas santificadas, preparar um altar sagrado com um crucifixo para comunicar-se com Deus através de Seu Filho, e Lhe implorar sua infinita misericórdia. Tudo estará escuro.
Então, uma grande Cruz Mística aparecerá no céu, lembrando o precioso preço que o Seu Filho pagou por amor à humanidade e pela nossa redenção.

Na casa a única coisa que poderá dar luz são as VELAS SANTIFICADAS de cera, que uma vez acesas nada poderá apagar até que terminem os três dias de escuridão. Todos também devem ter consigo ÁGUA BENTA (ou magnetizada), que aspergirão pela casa inteira, em especial nas portas e janelas.
O Senhor protegerá as propriedades dos eleitos.
Ajoelhem-se diante da cruz poderosa do Seu divino Filho, rezem com devoção e depois digam o seguinte:

- "OH DEUS, PERDOAI NOSSOS PECADOS, SALVANDO-NOS DO FOGO DO INFERNO LEVE PARA SEU LADO TODAS AS ALMAS, ESPECIALMENTE AQUELAS MAIS NECESSITADAS DE TUA MISERICÓRDIA. DOCE MÃE MARIA, INTERCEDA POR NÓS!
NÓS A AMAMOS, SALVA NOSSO MUNDO."
OS JUSTOS NÃO DEVERÃO TEMER NADA NO GRANDE DIA DO SENHOR. 
. Falem com todas as almas agora, enquanto ainda há tempo; os que permanecem calados agora serão responsáveis pelo grande número de almas que se perderão pela ignorância. Quando a Terra já não mais tremer, aqueles que ainda não crerem em Nosso Senhor morrerão horrivelmente. O vento trará gases e os espalhará por toda a parte, não sairá o sol. Pode ser que você viva depois desta catástrofe. Não esqueça que o castigo de Deus é Sagrado e que, uma vez começado, não devem olhar para fora, por qualquer razão, já que Deus não quer que nenhum de seu filhos veja quando castigar os pecadores  renitentes. 

Tudo isso está nas Escrituras Sagradas, veja no Novo Testamento:
- S. Lucas (Capítulo 21, versos 5:11, 12:19, 20:20, 29:33)
 - Carta de S. Paulo (Capítulo 3, 8-14).
- O profeta Isaías (cap.40 ,1: 5: 9).
Deve-se entender que Deus permitirá que tudo isso aconteça. O Papa e os bispos estão esperando outra mensagem que falará de arrependimento e de oração. Lembre-se sempre que a palavra de Deus não é uma ameaça, mas uma boa notícia''.
Por favor, reproduza esta folha e envie isto a quantos você conheça de forma que todos nós tenhamos oportunidade para arrependermo-nos e sobreviver. Nós não sabemos se aqueles que estão recebendo esta mensagem acreditam ou não Nele, mas pense que se Deus permitirá que chegue a eles é porque os quer, seja qual for sua religião. Se você não acredita nesta mensagem, pelo menos a envie para outros, não lhe custa nada, de modo que aqueles que acreditarem, tenham uma oportunidade para decidir por si mesmos. Lembre-se de que tudo isso pode ser evitado se colocarmos em prática os Dez Mandamentos que Nosso Senhor nos deu. São 10 coisas tão simples que se TODOS nós puséssemos em prática, poderíamos obter Seu perdão.
A Irmã Lúcia, faleceu em 11 de fevereiro de 2005. Desde os anos 20, já tem sido alertado que esta profecia seria cumprida após a morte dessa Irmã.

A morte da Irmã Lúcia e a efetivação das profecias de Fátima
O falecimento da última vidente encerra uma era na história de Fátima — a dos avisos — e abre outra: a da concretização dos episódios finais anunciados na Cova da Iria
Em 13 de fevereiro passado, numa humilde e austera cela do Carmelo de Coimbra, os olhos da Irmã Lúcia, aqueles mesmos que em 1917 contemplaram Nossa Senhora e o Anjo de Portugal, fecharam-se definitivamente para esta Terra.
Na longa fila do velório, um fiel dizia: “Agora eu me sinto só. É como se uma proteção que eu tinha tivesse desaparecido. Eu sinto necessidade de rezar pelo mundo”. Sem sabê-lo, ele externava o sentimento de muitos outros. Pois a simples presença da Irmã Lúcia na Terra mantinha viva a esperança de mais um misericordioso aviso de Nossa Senhora, de um último esclarecimento vindo através dela.O orbe católico foi percorrido pela emoção. E também por uma cruciante indagação: agora que a última vidente de Fátima faleceu, como serão os acontecimentos? Haverá uma relação entre seu passamento e a concretização dos castigos universais profetizados na Cova da Iria?
Porém, a majestade da morte fechou seus lábios. Agora ela jaz num simples túmulo na santa clausura do Carmelo. Sua partida para a eternidade, entretanto, não encerrou a série de acontecimentos iniciados em 1917. É sentimento largamente compartilhado pelos católicos do mundo todo que o “caso de Fátima” entrou numa nova fase. Assim, o renomado vaticanista Vittorio Messori pôde escrever: “Fátima forma um novelo inquietante de mistérios. [...] O desaparecimento da última vidente não fechou o caso. Talvez, mais propriamente reabriu-o, apontando para horizontes desconhecidos”.(1)
Grandiosa missão
A Irmã Lúcia ingressou na História aureolada pela grandeza da Mensagem de que foi portadora e pela sublime missão recebida. Missão colossal que Nossa Senhora confiou-lhe naquele dia 13 de junho de 1917: “Jesus quer servir-se de ti para Me fazer conhecer e amar. Ele quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração”.(2) Um mês depois, a Virgem acrescentou: “Virei pedir a consagração da Rússia ao meu Imaculado Coração e a comunhão reparadora nos primeiros sábados”.(3)
Em aparições posteriores, Nossa Senhora e o Menino Jesus ensinaram à Irmã Lúcia a prática da comunhão reparadora nos cinco primeiros sábados. Por fim, em 13-6-1929, durante esplendorosa visão da Santíssima Trindade e do Imaculado Coração de Maria, Nossa Senhora fez-lhe saber: “É chegado o momento em que Deus pede para o Santo Padre fazer, em união com todos os bispos do mundo, a consagração da Rússia ao meu Imaculado Coração, prometendo salvá-la por este meio”.(4)
Aquele foi um momento decisivo na missão da vidente. E ela cumpriu o seu profético dever fazendo chegar naquele mesmo ano o solene pedido ao Papa Pio XI, então reinante.
Longa série de apelos
À primeira vista, dir-se-ia que uma vez transmitido o pedido, sua missão estava cumprida. Pois efetuar a consagração não era da alçada da humilde religiosa, mas do Vigário de Cristo.
Pio XI recebeu a mensagem. Contudo, por razões não divulgadas, não realizou a consagração. Abriu-se então a mais dolorosa e longa fase da missão da Irmã Lúcia: insistir filialmente uma e outra vez ante os sucessivos Pontífices, em favor da consagração que Nossa Senhora desejava e pedira.
Os anos transcorreram sem que ela fosse efetivada. Até que, em nova comunicação íntima, Nosso Senhor fez-lhe saber que o tempo de evitar o flagelo dos erros do comunismo, por meio da consagração, tinha acabado: “Não quiseram atender ao meu pedido. Como o rei de França, arrepender-se-ão, e fá-lo-ão, mas será tarde. A Rússia terá já espalhado os seus erros pelo mundo, provocando guerras, perseguições à Igreja: o Santo Padre terá muito que sofrer”.(5)
Em 21-1-1935, Nosso Senhor comunicou à Irmã Lúcia estar “bastante descontente por não se realizar o seu pedido”.(6) Em cartas posteriores, a Irmã Lúcia retransmitiu novos pedidos e advertências celestes concernentes à consagração.
Mais ainda, em 2-12-1940 ela escreveu diretamente ao Papa Pio XII, instando-o a fazê-la. Pio XII consagrou a Igreja e o gênero humano ao Imaculado Coração de Maria, em 31-10-1942. Mas não preencheu os requisitos fixados por Nossa Senhora. A Irmã Lúcia então comunicou ao Sumo Pontífice, da parte de Nosso Senhor, que, como o atofoi incompleto, fica a conversão da Rússia para mais adiante”.(7)
No Concílio, um lance supremo


Foi assim que, nesse Concílio, deu-se um lance dos mais dramáticos a propósito de Fátima. 510 arcebispos e bispos de 78 países subscreveram uma petição ao Sumo Pontífice, para que consagrasse de modo especial e explícito a Rússia e as demais nações dominadas pelo comunismo, ordenando que, em união com ele, e no mesmo dia, também o fizessem todos os bispos do mundo. Dita petição foi entregue ao Papa Paulo VI em 3-2-1964, pelo Arcebispo de Diamantina (MG), Dom Geraldo de Proença Sigaud.
Mas tal apelo não teve o eco esperado. Paulo VI “confiou o gênero humano” ao Imaculado Coração de Maria em 21-11-1964. Mais tarde, João Paulo II, em 13-5-1982 e 25-3-1984 consagrou o mundo ao Imaculado Coração de Maria, sem fazer menção nominal da Rússia. Nenhum desses atos — segundo a Irmã Lúcia — satisfez as condições impostas por Nossa Senhora.
Em 1962, abriu-se o Concílio Vaticano II. Este constituiu oportunidade excepcional para o Papa e os bispos de todo o orbe católico ali congregados atenderem aos apelos do Céu e apressarem o fim das calamidades suscitadas pelo socialismo e o comunismo, que até aquela data já haviam causado dezenas de milhões de mortes.

http://x3b.xanga.com/c288167136460245115514/z151609148

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJAM BEM VINDOS IRMÃOS, QUE A GRAÇA , PAZ E O AMOR DE CRISTO ESTEJAM SEMPRE CONVOSCO.

Postar um comentário